Quinta, 17 de Outubro de 2019
Política
A pedido de Flávio Bolsonaro, Gilmar Mendes suspende investigação sobre caso Queiroz
Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress
Publicado em 02/10/2019

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, acatou ao pedido do advogado do senador Flávio Bolsonaro, Frederick Wassef, e decidiu suspender nesta segunda-feira (30) a quebra de sigilo do filho do presidente no caso Queiroz, que apura possível esquema de repasse do servidor ao político que o contratou.

Na decisão, o ministro citou um e-mail enviado pelo Ministério Público solicitando ao Coaf informações sobre o caso, sem autorização judicial. Gilmar Mendes considerou que houve gravidade nesta troca de e-mails, quando o MP solicitou quebra de sigilo do senador

“Ressalta-se que, ao invés de solicitar autorização judicial para a quebra dos sigilos fiscais e bancários do reclamante, o Parquet (Ministério Público) estadual requereu diretamente ao Coaf, por e-mail, informações sigilosas, sem a devida autorização judicial, de modo a nitidamente ultrapassar as balizas objetivas determinadas na decisão paradigma”, afirmou o ministro na decisão.

Antes de Gilmar Mendes, o ministro Dias Toffoli já havia determinado a suspensão das investigações, entretanto, segundo o advogado do senador, as investigações não foram suspensas.

“A presente decisão não traduz qualquer antecipação do entendimento deste relator quanto ao mérito da tese de repercussão geral a ser apreciada no julgamento (de novembro)”, informou Gilmar Mendes, na decisão.

Por: Varela Notícias
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2019 © Todos os direitos reservados