O governador Rui Costa afirmou, nesta quinta-feira (27), que a adoção de novas medidas de restrição dependem do monitoramento da situação da pandemia no estado. O gestor afirmou que não enxerga medidas necessárias no momento.

Rui ainda reforçou a necessidade dos cuidados sanitários básicos na contenção da disseminação do vírus, tal qual a vacinação, o uso de máscaras, distanciamento social e álcool em gel.

“O que mais nos preocupa neste momento não é necessariamente a demanda de leitos específicos para Covid, mas pacientes que, mesmo sem sintomas, chegam nos hospitais com problemas específicos e apresentam sintomas de Covid”, disse o gestor.

De acordo com Rui, isso acelera a contaminação não só de outras pessoas, mas de profissionais de saúde, o que fragiliza a estrutura de saúde pelas licenças médicas dos profissionais.

“Ontem autorizei a contratação extraordinária de REDA, justamente para reforçar isso”, informou em coletiva de imprensa durante a entrega de 15 ambulâncias e assinatura de 50 convênios para intervenções urbanas em municípios baianos.

Em entrevista à TV Bahia, Rui também afirmou que mais 150 leitos para Covid serão abertos na Bahia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *